EGO

"Eu não sou promíscua. Mas sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes
que aqui caleidoscopicamente registro."

(Clarice Lispector)

sábado, 16 de abril de 2011

Para ganhar o mundo - adeus à infância

Esqueceu-se do nome
o menino pobre.
Esqueceu da lida,
dos versos, do dia,
esqueceu-se do dom.
Correu atrás dos cães,
das folhas caídas,
dos restos
- mordeu a língua.
Minguou feito lua.
Brincou no quintal de casa
e esqueceu o mundo.
Corre, menino pobre!
Corre na frente do tempo,
na frente do mundo,
na frente da vida,
porque senão
tempo, mundo e vida te deixam pra trás.
Corre na frente, menino pobre,
porque é hora de te tornares homem.

2 comentários:

R2MILIOLI disse...

não esquecerei da lida, que se torne um homem e que caminhe e depois pare para se orgulhar dos feitos enquanto vivo.

I'm Nina, Marie, etc... disse...

É assim que a gente cresce, né?
A menina pobre aqui ficou muito tempo só brincando no quintal de casa...
Só agora ela ganhou o mundo...
Vambora?